23/07/2014

COLUNA DO FABIANO

** Gostei de saber que alguns candidatos a deputado não usarão carros de som na campanha. Nada de poluição auditiva. Outros querem evitar a colocação dos chamados cavaletes nas ruas. Evita-se assim uma avalanche de poluição visual. Respeito quem o fizer. Estará dentro da lei. E parabenizo quem usar o bom senso.
** É cedo, mas o cenário da pesquisa para o senado publicada no final de semana aqui no Estado aponta uma disputa interessante. Na eleição deste ano está em jogo apenas uma vaga gaúcha no Senado Federal. Em disputa, oito anos de mandato.
** Vi circulando na internet uma publicação que pede votos para os candidatos locais na eleição deste ano. “Eu voto nos candidatos do Vale do Taquari” e “Representatividade faz a diferença” são as frases usadas no material de divulgação. A Coluna não descobriu a autoria da campanha. Mas reforça sua importância.
** Leitor observa e estranha que os condutores dos caminhões que recolhem lixo em Lajeado ignoram as leis de trânsito. “Passam em sinal vermelho, param no meio da rua, mesmo que tenha lugar para estacionar e até circulam na contra mão. Os coletores não olham para os lados para descer do caminhão, colocando-se em risco.” Fica a observação.
** Um usuário do rotativo relata que recebeu o Aviso de Irregularidade de R$ 15. Foi pagar e lá dentro da empresa que administra o rotativo ouviu que a “intenção é mesmo cobrar os R$ 15 e que não vão colocar mais gente cobrando porque quem quer tem é que ir atrás dos postos de cobrança.” Este colunista, para evitar problema, imprimiu a lista dos pontos de venda. Deixei dentro do carro para usar quando necessário. E já estou quase convencido em aderir ao sistema on line de cobrança.
** A culinária oriental está em alta na cidade de Lajeado. São pelo menos seis opções de restaurante que oferecem sushi e sashimi e suas variações. E pelo menos mais dois devem abrir em breve.
** Como confiar em um sistema que permite que um motorista dirija com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa? O cidadão foi flagrado 19 vezes e nada foi feito para evitar que voltasse a dirigir. O motorista tem em seu histórico de condutor várias infrações por dirigir embriagado, ameaçando pedestres, excessos de velocidade. Será que somente quando matar alguém será tomada uma providência? Refiro-me ao motorista flagrado mais uma vez pela PRF esta semana em Lajeado, conforme noticiado pelo O Informativo ontem.
** Os gaúchos é que mandam na Seleção e não é posição de um gaúcho bairrista. É fato. O novo coordenador de futebol da CBF, Gilmar Rinaldi, é gaúcho de Erechim. Dunga, o novo técnico da Seleção Brasileira, é natural de Ijuí. Até hoje, a equipe já foi dirigida pelos gaúchos Luiz Felipe Scolari (Passo Fundo), Carlos Froner (São Borja), Oswaldo Brandão (Taquara), Mano Menezes (Passo do Sobrado), João Saldanha (Alegrete), Sylvio Pirillo (Porto Alegre) e Claúdio Coutinho (Dom Pedrito). Desde a entrada de Felipão (2001), o carioca Carlos Alberto Parreira (2003-2006) foi o único não gaúcho a comandar a seleção canarinho. De todos os gaúchos que foram técnicos da Seleção, apenas Felipão levantou o troféu da Copa do Mundo, em sua primeira passagem. Paulo Roberto Falcão, que jogou por anos no Internacional e foi treinador da Seleção, é nascido no município catarinense de Abelardo Luz.
** Um impasse junto a comunidade de Teutônia. Desde o final de semana está proibido o acesso direto para Porto Alegre aos motoristas que saem da Via Láctea (ERS-128) em direção a BR-386. O trevo, ainda improvisado, tem a visibilidade comprometida e o risco de acidentes é eminente. Por isso a PRF decidiu fechar o acesso. A Via Láctea, que corta Teutônia, é a ligação mais curta da Rota do Sol com a 386. As autoridades políticas e empresariais de Teutônia estão mobilizadas para reverter esta situação.

** O lajeadense Róger D´Oliveira foi um dos entrevistados do programa Profissão Repórter, exibido na noite de ontem na TV Globo. Roger falou sobre o primeiro vegano assexual do Brasil. Sem consumir derivados de origem animal disse estar a procura de uma vida a dois sem sexo.  Ser assexuado é gostar de estar com alguém, de conversar, de cuidar, só não gosta de sexo. Vegano é viver uma filosofia de vida que elimina o uso de produtos de origem animal.

** Até o final de junho, levantamento aponta que 1241 operações do Programa Gaúcho do Microcrédito foram feitas em em 27 municípios do Vale somando mais de R$ 7 milhões. A meta é chegar a 10 milhões de reais ate ao final do ano. Em Lajeado já são 116 operações somando R$ 570.815,02.
Por Fabiano Conte

Oi é multada em mais de R$ 3 millhões por violações de direitos

País - Geral 

A empresa de telefonia Oi foi multada em R$ 3,5 milhões pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) por violação ao direito à informação, à proteção contra a publicidade enganosa, além do direito à privacidade e intimidade.


De acordo com o DPDC, órgão vinculado ao Ministério da Justiça, o serviço Navegador, disponibilizado aos consumidores do Velox, serviço de banda larga da Oi, mapeava dados de usuários para compor um perfil de navegação. Segundo as investigações, esses perfis eram comercializados com anunciantes, agências de publicidade e portais da web, para oferecer publicidade e conteúdo personalizados.

Em nota, o departamento informou que houve “violação aos princípios da boa-fé e transparência, além de publicidade enganosa”. O documento informa ainda que a Oi, “com o pretexto de melhorar a experiência de navegação, omitiu do consumidor informações essenciais sobre o serviço e suas implicâncias para a privacidade e segurança de dados pessoais.”

De acordo com o DPDC, o serviço da Oi violou também princípios fundamentais definidos pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, como a neutralidade da rede e o princípio da padronização e interoperabilidade. “A tecnologia do Navegador redireciona o tráfego do consumidor na internet e filtra seus dados, de modo a compor seu perfil de navegação, contrariando padrões da rede”, diz nota do departamento.

O valor da multa foi calculado, de acordo com o departamento, considerando critérios do Código de Defesa do Consumidor, como a “vantagem econômica auferida, a condição da empresa e a gravidade da conduta”.

O valor deverá ser depositado no Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) e será revertido para ações de proteção do meio ambiente, do patrimônio público e da defesa dos consumidores.

A reportagem tentou contato com a empresa Oi, mas não obteve resposta.

Portal EBC

Arrecadação de impostos federais chega a R$ 91,3 bilhões em junho

País - Economia 

A arrecadação de impostos e contribuições federais chegou a R$ 91,387 bilhões no mês de junho, em termos nominais. O valor representa alta de 0,13% em comparação ao mesmo período do ano passado, já corrigida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Os números foram divulgados hoje, dia 23, em Brasília.


Nos primeiros seis meses do ano, a arrecadação ficou em R$ 578,594 bilhões – crescimento real de 0,28% em relação ao mesmo período de 2013. Segundo a Receita Federal, esse aumento não foi maior devido à arrecadação extraordinária, em maio de 2013, do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e do PIS/Cofins, que chegou a R$ 4 bilhões – o que não ocorreu este ano. Essa arrecadação extra é resultado de depósito judicial e venda de participação societária.

Pesaram ainda no resultado as reduções de impostos para estimular o setor produtivo diante da crise iniciada em 2008. Entre as iniciativas estão a desoneração da folha de pagamento, da cesta básica e redução no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na base de cálculo de PIS/Cofins-Importação.

Houve ainda queda na produção industrial e também do valor em dólar das exportações. Por outro lado, registrou-se a melhora nas vendas de bens e serviços e na massa salarial.

Portal EBC

Campo em Fazenda Vilanova atrai público de cerca de 170 pessoas

Fazenda Vilanova - Agricultura 

Em torno de 170 produtores de 14 municípios diferentes prestigiaram na última quarta-feira, 16, o Dia de Campo em Irrigação de Pastagens, realizado na comunidade de Nova Westfalia, em Fazenda Vilanova. Organizado pela Secretária de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) e Emater/RS-Ascar, com o apoio da Prefeitura, o evento foi dividido em duas partes. Na primeira, ocorrida no Salão da Comunidade, foram realizadas palestras com os temas: programas estaduais de irrigação, manejo de pasto irrigado e manejo nutricional do rebanho leiteiro.



Sistema de irrigação foi apresentado na prática na parte da tarde - Foto: Divulgação

Na parte da tarde houve atividade de campo com os temas: higiene da ordenha, manejo de pastagens, reservação de água e bombeamento e projeto de irrigação por aspersão em pastagens. Na avaliação do assistente técnico regional (ATR) em Bovinocultura de Leite da Emater/RS-Ascar, Martin Schmachtenberg, associar um sistema de irrigação adequado à produção leiteira, pode representar um ganho em qualidade e produtividade. “Além disso, hoje sabemos que a produção de leite à base de pasto é muito mais barata do que a produção com o uso de silagem ou ração”, diz.

Um dos produtores que já utiliza um sistema de irrigação de pastagens é o Élio Post, dono da propriedade onde ocorreu a atividade de campo. Com um sistema implantado desde março, em uma área de 3,3 hectares, Post já começa a notar as diferenças em relação à qualidade da pastagem que recebe água por meio de aspersão. “No mês de abril faltou um pouco de chuva, o que não comprometeu a área que recebe irrigação”, explica. Com 16 vacas em lactação, o bovinocultor, ao lado da esposa Élia Schossler, já pensa em ampliar a área irrigada. “O objetivo, no futuro, é deixar os animais permanentemente nos piquetes”, projeta.


 
AI

Cresce o número de denúncias por abuso sexual no Vale do Taquari

Vale do Taquari - Polícia 

Nos primeiros seis meses deste ano, 11 denúncias de abuso sexual chegaram à Delegacia de Polícia (DP) de Teutônia. O número é igual ao registrado em todo o ano passado. No mesmo período, o Conselho Tutelar do Município registrou 17 suspeitas.


Foto: Divulgação

Apesar de surpreender, na opinião dos órgãos responsáveis por receber e investigar as denúncias, o crescimento das queixas de violência sexual não representa, necessariamente, o aumento do número de casos, mas, sim, dos que chegam ao conhecimento da polícia.

Conforme o titular da DP de Teutônia, Humberto Messa Röehrig, as pessoas podem estar denunciando mais, encorajadas por campanhas de conscientização sobre a violência sexual.

Palestras

Em maio do ano passado, mais de 2,2 mil estudantes de educação infantil e ensino fundamental de 15 escolas de Teutônia participaram de palestras promovidas pela Secretaria Municipal de Educação, por meio do projeto "Carinho de Verdade - Enfrentamento à Violência e à Exploração Sexual Infantil".

Com uma linguagem adequada à faixa etária das crianças e dos adolescentes, abordaram-se questões sobre a violência sexual, a importância de denunciar os abusos e os meios para buscar ajuda. "Explicamos sobre a diferença entre um carinho de verdade e as formas como um abusador se aproxima da criança", conta a orientadora educacional Rosa Maria Schneider, que coordenou o projeto junto com a psicóloga Daniele Scheer.

De acordo com Rosa, após a campanha foi possível perceber que os alunos ficaram encorajados e mais confortáveis para tratar do assunto e procurar ajuda. "Eles se sentiram 'empoderados'".

A policial Neusa Teresinha Henz, que recebe as denúncias de violência sexual na DP de Teutônia, também percebe os reflexos dessa sensibilização. "É a partir do trabalho que as escolas fazem que muitas vítimas tomam coragem. Muitas relatam isso", comenta.
Além da campanha realizada nas escolas municipais, outro trabalho foi realizado com servidores da rede de educação, saúde e assistência social de Teutônia.

A ação teve o objetivo de capacitar profissionais que atendem a população em diferentes serviços públicos. "O quadro precisa estar preparado para receber a denúncia, para que saiba como proceder e encaminhar o caso", salienta o conselheiro tutelar Eduardo Röhsig. Para ele, essa postura permite que fatos já estavam acontecendo sejam detectados e cheguem ao conhecimento do conselho e da polícia.

Caminho da denúncia

A denúncia de casos ou suspeita de abuso sexual pode ser feita de forma anônima, por telefone ou pessoalmente no Conselho Tutelar. Também é possível fazer o registro diretamente na delegacia ou pelo Disque 100 - canal para denúncias de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Os casos que chegam ao Conselho Tutelar são encaminhados à Polícia Civil, responsável pela investigação.

Durante a investigação de violência sexual, crianças e adolescentes são submetidos a exames no Departamento Médico Legal (DML) e à avaliação psicológica. Quando o caso de abuso é confirmado, as vítimas retornam ao Conselho Tutelar para receberem acompanhamento e serem encaminhadas para atendimento psicológico e assistencial.

Na região, órgãos como Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e Casa Mental dão suporte às vítimas.

A coordenadora do Conselho Tutelar de Lajeado, Rejane Junqueira, explica que a criança não retorna para o mesmo local do abusador. Em casos que o agressor reside na mesma casa que a vítima, ele é afastado por medida judicial ou a criança é encaminhada para residir com um familiar, em outro local, ou em uma instituição.

Paralelo às ações de proteção e atendimento à vítima, quando o abuso é confirmado, os acusados são indiciados e o caso é encaminhado ao Judiciário.

Números na região

Encantado - Sete casos em investigação

Estrela - Seis denúncias (Dois casos indiciados, quatro casos não indiciados)

Lajeado - 28 denúncias (18 de Lajeado e dez de municípios abrangidos pela 19ª DRP)

Taquari - Dois casos indiciados

Teutônia - 11 denúncias (Sete indiciados, três em investigação e um não indiciado)

*Dados referentes ao primeiro semestre de 2014, fornecidos pelas Delegacias de Polícia de Encantado, Estrela, Taquari e Teutônia, e pela Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher de Lajeado.

Vítimas x Agressores

Com base em registros das delegacias e conselhos tutelares da região é possível traçar um perfil das vítimas de abuso sexual. Em geral, são meninas de 3 a 14 anos. A maioria dos abusos ocorre em ambiente doméstico e é praticada por homens que têm vínculo afetivo com as vítimas: pais, padrastos, avôs, tios e vizinhos ou amigos da família. Casos de estupro praticados por estranhos são exceção.

Segundo o delegado de Polícia de Teutônia, Humberto Röehrig, é possível observar diferenças na forma de agressão. Quando o agressor é ligado à vítima - parente, vizinho ou amigo da família -, em geral utiliza artifícios como brinquedos, presentes e doces para se aproximar da vítima. "Quando o adulto não tem relação direta com a vítima, geralmente o abuso é com violência. Mas quando é próximo, o agressor tenta passar a ideia de que não se trata de uma violência", observa.


Após o período de "sedução" da vítima e do abuso, iniciam-se as ameaças para que a criança ou o adolescente não conte sobre o ocorrido.

De acordo com a coordenadora do Conselho Tutelar de Lajeado, Rejane Junqueira, proteger os filhos de abusos sexuais exige que os pais estejam atentos às pessoas que convivem com a família e têm acesso à criança. "Em muitos casos, o abusador é conhecido da família", salienta a conselheira.

Röehrig também alerta para a responsabilidade legal de os pais denunciarem a suspeita de abuso com os filhos. Mesmo que não ocorra a relação sexual completa, se houver contato com órgãos genitais do abusador e/ou da vítima, a ação configura-se como estupro. "Quando os responsáveis sabem que a criança é abusada e não tomam providências, vão responder, igualmente, por abuso sexual."

Fique atento

A identificação de casos de abuso sexual não é fácil. De acordo com a psicóloga Ciméri Saraiva Lampert, da 19ª Delegacia Regional de Polícia (19ª DRP), com sede em Lajeado, há uma linha muito tênue entre comportamentos que sinalizam que a criança sofre violência sexual e ações que fazem referência a situações que ela assistiu na televisão, por exemplo. Entretanto, alusão a gestos sexuais durante brincadeiras ou conduta sexualizada merecem atenção.

De acordo com a psicóloga, entre os sinais que podem indicar a violência sexual estão o desânimo da criança e o isolamento, que podem desencadear depressão e até mesmo tentativas de suicídio. Além disso, em alguns casos, pode haver mudança no desempenho escolar.

Ciméri também destaca a dificuldade nos relacionamentos afetivos como manifestação da vítima. Além de isolar-se, ela apresenta resistência em receber ou manifestar demonstrações de carinho. A profissional orienta que as famílias busquem auxílio junto aos órgãos competentes ao desconfiarem que a criança ou o adolescente possa ter sido vítima de violência sexual, para esclarecer a dúvida.

Como denunciar

- A denúncia de violência sexual pode ser feita diretamente na Delegacia de Polícia (DP) ou no Conselho Tutelar, que realiza os encaminhamentos para a DP. O Conselho Tutelar de Lajeado possui telefone de plantão: (51) 9865-7430. O Disque 100 também é uma opção 24 horas para as denúncias. É importante que seja informado o endereço completo na denúncia, para facilitar o trabalho do Conselho Tutelar e a proteção às vítimas.

- Em casos de estupros que acabaram de acontecer, as vítimas ou familiares podem ligar para a Brigada Militar, agilizando a prisão do acusado e o encaminhamento na delegacia.

- A vítima deve procurar ajuda com pessoas de confiança. Além da família, professores e profissionais de saúde podem orientá-la sobre como deve proceder e auxiliá-la a realizar a denúncia.

O Informativo

22/07/2014

Fazenda Vilanova instala pórtico de identificação

Fazenda Vilanova - Geral
Após mobilização realizada pela Administração e Comunidade de Fazenda Vilanova, o pórtico que está instalado em território Vilanovense, mas indicava o acesso ao município de Teutônia traz agora o nome de Fazenda Vilanova.

Após acordo firmado com a administração de Teutônia, Fazenda Vilanova obteve o direito de utilizar a estrutura já existente no local e na última semana foi fixada a placa que identifica o território de Fazenda Vilanova.


Foto: Divulgação
Para o Prefeito Pedro Dornelles, que esteve no local conferindo o resultado, este é mais um avanço para o Município de Fazenda Vilanova. “Foi com a parceria firmada entre o Executivo e o Legislativo Municipal, e com a compreensão do prefeito de Teutônia, que conseguimos esse efeito, há anos desejado pelos vilanovenses” finalizou o prefeito Dornelles.


 
AI

COLUNA DO FABIANO



** Tenho a impressão de que a eleição de outubro testará o prestígio dos prefeitos. Será uma forma de avaliar o desempenho dos atuais governantes municipais, passados mais de 20 meses de governo. Se estiverem bem avaliados junto à população conseguirão reverter votos para os seus candidatos. Se isto não ocorrer, o sinal amarelo poderá virar vermelho. Fica a dica.

** Em um município da parte alta da região, um partido está organizando a visita da majoritária (governador, vice e senador). Para suprir as despesas do encontro, o diretório local ligou para candidatos a deputado, solicitando ajuda. E deixou bem claro: ou ajuda a pagar ou nem aparece no encontro. A Coluna revelará o nome da cidade e da sigla, se a reunião política ocorrer. Quanto aos gastos, caberá a Justiça. Só lembrando que candidato que pagar almoço ou jantar para eleitores está cometendo crime.

** Cabeleireiro Paulo Paim chegou a ser anunciado como candidato a deputado estadual pelo PC d B. Teve até o nome homologado em convenção. Mas por falta de candidatas mulheres, alguns homens foram retirados do nominata, entre eles o de Paim.

** Paulo Mattes não é mais Chefe de Gabinete da Prefeitura de Bom Retiro do Sul. Alegando a necessidade de dedicação exclusiva aos negócios particulares, decidiu deixar a Prefeitura.

** Enio Bacci (PDT) abre seu comitê de campanha em Lajeado neste sábado pela manhã. Fica na Av. Alberto Pasqualine, próximo ao trevo de acesso à cidade.

** O comitê de campanha do PT, de Dilma, Tarso, Olívio e Sérgio Kinipoff, em Lajeado, será no mesmo endereço da campanha que elegeu o prefeito Luís Fernando Schmidt: Av. Senador Alberto Pasqualine, em frente ao Posto Faleiro. O coordenador das campanhas na cidade será é Ricardo Ewald, atual presidente do PT lajeadense.

** Em Muçum, Pedro Mulinari (Tito), deixou a secretaria da Agricultura e voltou para o cargo de motorista, na Saúde. O vice-prefeito Lauro Fronchetti, responderá pela pasta.

** Uma semana após ter dada a largada da campanha eleitoral, não vi nenhum material de campanha (santinho) sendo distribuído na região pelos candidatos locais – são 14 entre federais e estaduais. Por enquanto, a campanha está limitada às visitas e redes sociais.

** BR-386, trecho Lajeado-Iraí. Governantes de visão lutarão pela sua duplicação, urgente. É a “rodovia da produção” sendo substituída pela “rodovia da morte”. Quantas vidas ainda perdermos até que a obra possa sair do papel?

** Trabalho de recuperação e troca de tubulação da rede pluvial pretende solucionar os problemas de alagamento da Av. ACVAT em Lajeado. Serão trocados 350 canos até a BR-386. Já a recuperação do asfalto da Av. Benjamim Constant deve demorar. Enquanto a Corsan não encerrar a troca da rede de água a Prefeitura não dará início aos trabalhos. Até lá, somente operação tapa-buracos.

** "Botelho Pinto" é candidato a deputado estadual pelo PSC no Rio de Janeiro. Em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, um dos candidatos do PT a uma vaga no Legislativo estadual é José Raimundo de Jesus dos Santos, o "Cara de Hamburguer". Nos registros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), é possível observar vários nomes de candidatos (a deputado estadual e a deputado federal) que, em diferentes Estados, chamam atenção: "Buchudo" (AP), "Zé Macedo Acorda Cedo" (CE), "Filho do Padre" (MS), "Fala Paletó" (AC), "William Big Coke" (RJ), "Peito de pombo" (AL).

** Domingo, dia 20, foi comemorado o Dia do Amigo. Não conheço a maioria dos que me lêem neste momento, mas quero que saibam que os considero como meus grandes amigos. Parabéns aos amigos de coração. Mesmo àqueles que não concordam com o que escrevo. Faz parte do jogo democrático.
por Fabiano Conte